REALEASE

“Já trabalhei com centenas de grupos, pois toda semana estou em estúdio gravando grupos e cantores”, conta Viotto, que garante que o lado bom da profissão é se tornar referência para músicos novos, distribuir e adquirir conhecimentos e fazer muitos amigos.


"I've worked with hundreds of groups, because every week I'm in the studio recording groups and singers," says Viotto, who ensures that the good side of the profession is to become a reference for new musicians, to distribute and acquire knowledge and to make many friends.


My Image

contato@fabinhoviotto.com.br

My Image

Fabinho Viotto

Autodidata até os 17 anos, Fabinho Viotto começou a trabalhar como freelancer e ganhar os primeiros cachês como músico.


Acumulou sucessos tocando de 2004 a 2011 com o Grupo Jeito Moleque e no final de 2011, foi convidado pelo produtor musical e baixista Wilson Prateado para integrar o time de músicos do cantor Belo, onde permaneceu de 2011 a janeiro de 2016.


Já em fevereiro deste mesmo ano, foi convidado pelo cantor Thiaguinho a fazer parte de seus músicos, onde é baterista atualmente.

My Image
My Image

Aos dez anos de idade, Fabinho Viotto, como é conhecido, já se encantava com a música. O pai foi baterista nos anos 70 em uma banda cover dos Beatles, que o inspirava.


At the age of ten, Fabinho Viotto, as he is known, was already enchanted with music. His father was a drummer in the 1970s in a Beatles cover band, which inspired him.



A profissão já apontava quando ele começou a frequentar os ensaios de amigos do bairro que tinham bandas de pop rock. Os olhos não saíam da bateria. “Um dia, no intervalo de um ensaio, sentei na batera e me senti totalmente inspirado. Não perdi tempo, juntei um surdão de escola de samba que tinha em casa, como se fosse o bumbo, uma caixa enferrujada e fabriquei um pedal com papelão em algumas molas enroladas na estrutura. Pronto! Essa foi minha primeira batera, ou melhor, um protótipo dela. Eu tentava tocar todo dia nesse trambolho até ganhar o meu primeiro instrumento, aquelas com cascos de eucatex, bem ralé. Depois de alguns anos e rolos, consegui trocar por uma de qualidade. Fiquei ainda mais motivado, com vontade de tocar o dia todo”.


The profession already pointed out when he began to attend the rehearsals of neighborhood friends who had bands of pop rock. His eyes did not leave the battery. "One day, in the interval of an essay, I sat on the drum and felt totally inspired. I did not waste time, I joined a samba school that I had at home, like a bass drum, a rusty box and made a pedal with cardboard in some springs rolled in the structure. Ready! This was my first hit, or rather a prototype of it. I tried to play every day in this work until I got my first instrument, those with eucatex helmets, well, scrawny. After a few years and rolls, I managed to exchange for a quality one. I was even more motivated, wanting to play all day. "



Autodidata até os 17 anos, Viotto começou a trabalhar como freelancer e ganhar os primeiros cachês como músico. De lá pra cá, acumulou sucessos tocando de 2004 a 2011 com o Grupo Jeito Moleque e no final de 2011, foi convidado pelo produtor musical e baixista Wilson Prateado para integrar o time de músicos do cantor Belo, onde permaneceu de 2011 a janeiro de 2016. Já em fevereiro deste mesmo ano, foi convidado pelo cantor Thiaguinho para fazer parte de seus músicos, onde é baterista atualmente.


Self-taught until the age of 17, Viotto began working as a freelancer and earning his first cousins as a musician. Since then, he has recorded hits from 2004 to 2011 with Jeito Moleque Group and at the end of 2011, he was invited by music producer and bassist Wilson Prateado to join the musicians team of singer Belo, where he remained from 2011 to January 2016 In February of this same year, he was invited by the singer Thiaguinho to be part of his musicians, where he is currently a drummer.



Possui apoios e endorse de: Tango Instrumentos Musicais, Liverpool, Novitá Music, Aquarian Drumheads, Sabian Batera Clube, Hello Cases Hard Cases e Gavazzi Cases e Bags.


He has supported and endorsement of: Tango Musical Instruments, Arborea Cymbals, Novitá Music, Aquarian Drumheads, BateraClube, Hello Cases Hard Cases and Gavazzi Cases and Bags.

TOCANDO IDEIA

clique Projeto maravilhos, onde o Fabinho Viotto bate-papo com

OS GRANDES MESTRES DA BATERAS

Esse tipo de conteúdo não existe em lugar nenhum, vale a pena cada segundo!​​​​​​​​​​​​​​


CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO E ASSISTA!

My Image
My Image
My Image
My Image
My Image
My Image
My Image
My Image
My Image
My Image
My Image
My Image

CLIQUE AGORA

My Image
My Image
My Image

CLIQUE AGORA

My Image

NOSSOS CURSOS

Se você quer aprender definitivamente a ler partituras em 3 meses, de forma rápida e prática, inscreva-se agora para a lista de espera do curso online DIVISÕES RÍTMICAS E BATERIA para bateristas e percussionistas.

Agora, se você quer aprender as tocar as sacadas das minhas levadas de samba, compre agora o curso por um valor irrisório: TOCADA DE MESTRE